• ABSS

CFM consulta médicos sobre Telemedicina

Com a regulamentação a caminho e muitos pontos controversos, o Conselho Federal de Medicina quer saber a opinião dos médicos.


O debate sobre a regulamentação da Telemedicina é um dos assuntos mais comentados na área de saúde e tecnologia, com posições divergentes entre diversos atores.


Os principais pontos de conflito estão na proibição ou não de primeira consulta de forma remota e territorialidade (restrições de atuação exclusivamente nos estados onde o profissional possui registro no conselho regional). Neste ponto, até agora, o Conselho Federal de Medicina defende que a primeira consulta seja sempre presencial e que o profissional atue (mesmo à distância), somente no estado onde possui registro no CRM.


Já a Associação Médica Brasileira tem posição diferente, em favor da autonomia de médicos e pacientes. Para a AMB, médicos e pacientes têm liberdade e competência para decidir em cada caso se a primeira consulta pode ser feita à distância ou não. Também defendem que a teleconsulta não tenha restrição de região de atuação e seja utilizada como importante ferramenta para resolver problemas de distribuição de profissionais pelo país e democratizar o acesso à saúde.


Para tentar entender o que pensam os médicos, o Conselho Federal de Medicina lançou a pesquisa "A PERCEPÇÃO ATUAL DO MÉDICO SOBRE O USO DA TELEMEDICINA NO BRASIL". Para participar, o médico deverá acessar o link https://sistemas.cfm.org.br/questionariotelemedicina/, e informar o número de registro (com UF) e CPF.


Estamos em um momento chave de definição das bases do funcionamento da telemedicina, em especial no pilar de teleconsulta. É importante a participação dos profissionais que têm vivenciado a prática da teleconsulta, compartilhando sua opinião e visão, para construção de uma regulamentação moderna que incentive a inovação e acesso à saúde.


Se você é paciente, compartilhe a notícia com seu médico! Se você é médico, participe da pesquisa! Se você é uma startup de saúde, incentive seus usuários a participarem!


O futuro da saúde depende de todos!



183 visualizações0 comentário